× Capa Meu Diário Textos Áudios Fotos Perfil Livro de Visitas Contato Links
Prosas de Braga
Vivências e sonhos de um poeta e eterno aprendiz!
Textos
LEMBRANÇA DAS DORES

LEMBRANÇA DAS DORES

Eu queria lembrar com carinho,
Cada etapa da minha viagem,
Mas havia na roda um espinho,
Que furou o pneu da rodagem.

Só então me lembrei do jardim,
Com a roseira que estava morta,
Pois a noite foi de halloween,
E os bruxos estavam na porta.

Vivi tempos de dura estiagem,
Mas também andei sob chuva,
Desde que não tinha garagem,
E no tempo casava uma viúva.

Nessa seca só tinha coragem,
Quem buscava pelas tanajuras,
Desde quando surgia a aragem,
Nos açudes de água escura.

Só então percebi que ao viver,
Tive que suportar muita dores,
E a sofrer sem poder entender,
Porque o ódio sufoca os amores.

Pois o amor cura e traz emoção,
Ao contrário do ódio e da inveja,
Se a bondade nutre o coração,
E o orgulho nos rouba a festa.
Poeta Braga Costa
Enviado por Poeta Braga Costa em 03/04/2021
Comentários