× Capa Meu Diário Textos Áudios Fotos Perfil Livro de Visitas Contato Links
Prosas de Braga
Vivências e sonhos de um poeta e eterno aprendiz!
Textos
ALÉM DOS FACTÓIDES

ALÉM DOS FACTÓIDES

O meu dia não quer factóides,
Muito menos em busca de clicks,
Nem preciso usar esteróides,
Ou ser nada em vestes de kicis.

Quando vejo um político nefasto,
É porque tripudia da morte,
E ao tirar proveito de um fato,
Nem se importa se é dia de sorte.

Mas estamos em tempos difíceis,
No limite que testa a democracia,
E bandidos querendo ser críveis,
Na infâmia que reza na autocracia.

Nunca vi tanta incompetência,
Ocupando os mais altos cargos,
Tudo é golpe ou fim da decência,
Nos palácios com bifes e tragos.

Licitando os filés e as cervejas,
Ou chiclete e leite condensado,
Vão depondo a lisura que enseja,
Os que juram ter povo ao lado.

Não foi nesse viés que cresci,
Pois eu tive bom berço moral,
Numa ética que nunca mais vi,
No mister de quem é maioral.
Poeta Braga Costa
Enviado por Poeta Braga Costa em 31/03/2021
Alterado em 31/03/2021
Comentários